1373 João Luís do Rosário Carrilho da Graça

(Portalegre, 1952)

Licenciado em arquitectura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (ESBAL, 1977), ano em que iniciou a sua actividade profissional.

Foi assistente na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (FAUTL 1977-1992). Professor na Universidade Autónoma de Lisboa (UAL 2001-2010) e na Universidade de Évora desde 2005. Coordenador do Departamento de Arquitectura em ambas as instituições até 2010. Professor visitante da Escola Técnica Superior de Arquitectura da Universidade de Navarra (2005, 2007 e 2010).

Convidado para seminários e conferências em diversas universidades e instituições internacionais. Ao conjunto da sua obra foram atribuídos diversos prémios, nomeadamente: o título de Chevalier des Arts et des Lettres pela República Francesa (2010), o “Prémio Pessoa” (2008), o prémio da ‘Bienal Internacional da Luz-Luzboa’ (2004), a Ordem de Mérito da República Portuguesa (1999) e o Prémio “AICA, Associação Internacional dos Críticos de Arte” (1992). Foi distinguido com Piranesi Prix de Rome (2010) pela musealização da área arqueológica da praça nova do Castelo de São Jorge, o prémio FAD (1999) e o Prémio VALMOR (1998) pelo pavilhão do “Conhecimento dos Mares” - Expo’98, o “Prémio SECIL de arquitectura” (1994) pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa, e nomeado para o prémio europeu de arquitectura Mies Van der Rohe em 1990, 1992, 1994, 2009, 2010 e 2011, este ano pela ponte pedonal sobre a Ribeira da Carpinteira e pela musealização da área arqueológica da praça nova do Castelo de São Jorge.